<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, julho 3

O Bolo e a Governanta 

(No meio de tanta informação sobre a Grécia, Portugal, etc, procurei ver se arranjava uma forma de não perder de vista o que me parece essencial... agradeço sugestões de melhoria...)

Esta alegoria gira em torno de:
Todos querem provar do Bolo de anos. É feito um bolo por ano, com grande esforço de todos. Ele é óptimo e ninguém se farta dele, todos querem sempre mais. Só que assim ele não chega para todos...
Cabe à Governanta dividir o bolo. Ela tem de fazer opções que não vão agradar a todos e tentará dividir o bolo de modo a minimizar o descontentamento, mas haverá sempre insatisfeitos. Se houver muita insatisfação a Governanta é despedida, o que acontece com alguma frequência.
Para evitar o despedimento, a Governanta dispõe de um truque para que todos tenham mais bolo e fiquem mais contentes: vai pedir a uma vizinha uma fatia do bolo dela, prometendo-lhe que mais tarde lhe devolverá uma fatia maior. Parece ser um bom negócio e ele é feito de mútuo acordo: assim distribui-se mais bolo por todos na casa; a vizinha fica temporariamente com menos bolo mas mais tarde terá mais do que o que tinha antes; a Governanta minimiza o descontentamento e conserva o seu emprego.

A história:

                O truque funcionava tão bem que em certas casas as governantas recorriam a ele por tudo e por nada. Como havia muito bolo, todos achavam que a governanta fazia um óptimo trabalho. Passado algum tempo, as vizinhas começaram a pedir as suas fatias de bolo de volta, aumentadas, como combinado. No início a governanta lá foi gerindo a coisa, dando menos bolo a alguns, reduzindo aqui e acolá o que podia, mas às tantas era simplesmente impossível: o que havia para distribuir não chegava para tudo. Havia uma longa fila de vizinhas a bater à porta a exigir o que se tinha combinado; praticamente não havia vizinhas dispostas a emprestar bolo porque achavam que não se iria cumprir o prometido; as poucas que havia exigiam fatias muito maiores porque o risco de não recuperarem bolo nenhum era muito grande...

Comments: Enviar um comentário
This page is powered by Blogger. Isn't yours? Weblog Commenting by HaloScan.com