<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, fevereiro 23

tempo físico 

todas as leis mais fundamentais da física são invariantes em relação ao sentido da variável tempo(*), ou seja, se trocarmos t por -t, as equações continuam a ser válidas_ por exemplo: se filmarmos o choque de duas bolas de bilhar, e passarmos o filme em sentido contrário, em princípio não conseguimos dizer se o filme está a passar no sentido original se no sentido inverso (isto se desprezármos os efeitos dissipativos de energia)_ mas isto é completamente contrário à nossa experiência do dia-a-dia: um prato cai da mesa e parte-se, mas os pedaços não se voltam a colar e o prato a saltar para a mesa, ou seja, o tempo tem um sentido bem definido! aqui entra a segunda lei da termodinâmica que nos diz que no universo qualquer processo leva a que entropia (uma medida da "desordem" de um sistema) ou permaneça a mesma ou aumente_ um sistema entregue a si próprio evolui para a desordem, e é necessária energia para o levar de volta à ordem (como todos bem sabemos...)_ tudo isto tem a ver com estatística: o número de estados possíveis de desordem é muito superior aos estados possíveis de ordem (geralmente único)_ se todos os estados forem igualmente prováveis é lógico que a probabilidade de o sistema terminar num estado ordenado é muito pequena, e tanto mais pequena quanto maior fôr o sistema_
da segunda lei deduz-se que o sentido do tempo é o sentido em que a entropia do universo aumenta_ e o universo tende para a máxima desordem e para o fim de toda a forma de matéria organizada, como a vida_ isto parece tudo muito lógico dentro da teoria do big bang e da expansão eterna do universo_ mas se a expansão parar e depois se inverter, em direcção ao big crunch? aí a entropia vai começar a diminuir pois vão diminuir o número de estados possíveis (menor volume disponível), contrariando a segunda lei? as implicaçõs disto são profundas e bizarras_ o tempo inverte o seu sentido? a causalidade (o facto de a causa vir antes do efeito) é violada?
mas afinal o que é o tempo, essa variável fundamental, associada à energia (como a posição espacial está ligada à quantidade de movimento), das equações de física? pode filosoficamente dizer-se que o tempo é o que existe quando não existe mais nada_ mas se não existe mais nada o efeito do tempo não se faz sentir e então ele não existe!

(*) nas leis da física existe uma pequena violação da simetria do tempo (T) no decaimento fraco de mesões K e B, mas isto está completamente ausente dos fenómenos do dia-a-dia apesar de poder ter sido muito importante no início do universo, talvez até responsável pela aparente assimeria matéria-antimatéria que se verifica (o universo é aparentemente dominado pela matéria quando se pensa que no big bang matéria e antimatéria foram criadas em quantidades iguais)_



Comments: Enviar um comentário
This page is powered by Blogger. Isn't yours? Weblog Commenting by HaloScan.com