<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, outubro 20

software aberto 

vários países apostam agora, como uma decisão estratégica, em software aberto,
software livre, de que o sistema operativo linux é o mais famoso representante_
esta decisão evita a dependência de um único fornecedor (a microsoft) que
detém um quase monopólio nos sistemas operativos para computadores pessoais, com todas as nefastas consequências que daí advém (de que a eliminação da concorrência não é o menor dos males)_ esse software permite, alem disso, ver o
código fonte, modificando-o de acordo com as necessidades do utilizador,
corrigindo possíveis erros e melhorando a sua segurança e desempenho_
o sistema operativo linux é agora suportando por algumas das principais marcas
de software e hardware, é grátis, e a maior parte das aplicações que correm
no windows correm também no linux ou existe software equivalente para este
sistema_ o nosso país recusa a recomendação de que o software usado na administração pública deva ser preferencialmente software aberto_ considero isso um erro estratégico grave (e caro!)_ outros países mais avançados já adoptaram essa estratégia, apesar da enorme pressão por parte da microsoft, com grandes ganhos de custo e, principalmente, de flexibilidade_ existe um investimento inicial de treino e adaptação, mas depois, a médio e longo prazo, compensa plenamente_
eu utilizo intensamente e há já bastante tempo o sistema operativo linux no meu computador pessoal tanto para cálculo científico como aplicações de escritório (processador de texto, correio electrónico, folha de cálculo, etc.) e não só consigo realizar todas estas tarefas como o sistema tem uma taxa de "crash" inferior a uma por ano!
uma falha grave de segurança no windows poderá levar a um colapso quase completo dos computadores pessoais no mundo ligados à rede por efeito de um vírus malicioso_

Comments: Enviar um comentário
This page is powered by Blogger. Isn't yours? Weblog Commenting by HaloScan.com