<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, agosto 21

porque 

porque os outros se mascaram mas tu não
porque os outros usam a virtude
para comprar o que não tem perdão_
porque os outros têm medo mas tu não

porque os outros são os túmulos calados
onde germina calada a podridão_
porque os outros se calam mas tu não_

porque os outros se compram e se vendem
e os seus gestos dão sempre dividendo_
porque os outros são hábeis mas tu não_

porque os outros vão à sombra dos abrigos
e tu vais de mãos dadas com os perigos_
porque os outros calculam mas tu não_

sophia de mello breyner andresen, obra poética, 1998

poema da sophia dedicado ao seu marido, o lutador antifascista francisco sousa tavares...

Comments: Enviar um comentário
This page is powered by Blogger. Isn't yours? Weblog Commenting by HaloScan.com